Quanto custa morar ou passar um tempo no Vale do Silício?

house-clipart

Viver no Vale do Silício é caro para a maioria das pessoas, e particularmente caro para quem vem do Brasil. Mas, como em qualquer lugar, o custo depende de suas escolhas e seu estilo. Todos os preços nesse post são aproximados e em dólares (2015).

Como vive um desenvolvedor de software no Vale do Silício?

Vamos imaginar um “desenvolvedor de software típico” com 4 anos de experiência trabalhando em uma empresa estabelecida. No Brasil esse desenvolvedor ganharia R$6,000 (ou em torno de R$80k por ano). Aqui, ele teria um salário de USD$120,000 por ano (ou aproximadamente USD$10k por mês). Considerando um câmbio de R$4-USD$1 (2015), nominalmente o engenheiro aqui ganha 5-6 vezes mais. Então, alguém pensando em reais no Brasil vai achar o Vale caro em dólares.

Esse desenvolvedor hipotético no Vale do Silício tem 3 semanas de férias no ano, plano de saúde como benefícios trabalhistas. Paga em torno de 35% em imposto de renda (sobram $6.5/mês), aluga um apartamento de um dormitório por USD$3,500/mês e gasta mais $300 (água, luz, telefone, TV a cabo, celular, Internet). Tem um Honda Civic (~USD$22k) e gasta cerca de $400/mês no carro entre prestação/seguro/gasolina. Gasta $400/mês em alimentação fora de casa e $300/mês no supermercado).

Quanto custa passar um tempo no Vale do Silício?

Moradia

Provavelmente o maior item no orçamento para uma visita ao Vale.

  • Quarto na casa de alguém. Pode ser grátis se esse alguém for um amigo e ceder as acomodações ou em torno de $1300 por mês alugando um quarto por mês. Procure em Craig’s list (http://craigslist.com)
  • Extended Stay. Existem hotéis que oferecem suítes (com cozinha, área de estar) para estadas mais longas (semanas). $60-80/noite. (exemplo: http://extendedstayamerica.com)
  • Motel ou hotel barato. Viável para uma visita curta. $100-$120 por noite em algum lugar relativamente bem localizado na área da Baía de San Francisco.
  • Hotel turístico. Viável para uma visita de alguns dias. $150-$250 por noite em algum lugar relativamente bem localizado na área da Baía de San Francisco.
  • Empreendedor. Considere ficar em algum lugar onde você vai conviver com outros empreendedores. Existem jeitos de ficar por $50/noite. Veja “Planejando uma visita ao Vale do Silício”
  • Albergue. Uma cama em um domitório coletivo deve sair por uns $40 por dia. As vantagens são localização (você pode ficar barato, normalmente no coração da cidade) e a oportunidade de encontrar outras pessoas. A desvantagem é a falta de privacidade. Tente http://hostelworld.com
  • Apartamento. Um apartamento de 1 dormitório em condomínio bom em lugar nobre custa $3500/mês. Contrato é 6 meses/1 ano e vai exigir depósito sem crédito.

Transporte

Fora de San Francisco, o Vale do Silício é suburbano (ruas largas, construções térreas, distâncias grandes), então não é viável andar a pé para ir aos lugares. O transporte público não tem o alcance ao qual você está acostumado em uma cidade brasileira. Taxi é caro, aluguel de carro é barato (se usar taxi 2 vezes por dia, sai mais barato alugar um carro).

  • Sola de Sapato. Viável apenas na cidade de San Francisco ou se você puder emprestar um carro.
  • Bicicleta. Se você puder emprestar ou comprar uma bicicleta ($0-40 usada no Craig’s List, $100-$150 nova) e ficar em um lugar bem localizado, perto de uma estação de trem, dá para sobreviver.
  • Carro Alugado. O aluguel de carro é (relativamente) barato. $30-$60/dia, mais o seguro (que dobra o preço). Gasolina custa ~$3/galão (~$1/litro).
  • Transporte Público. Uma viagem de trem de Mountain View para San Francisco é $7.
  • Uber/Lyft/Zipcar. Opção para poder ir de carro a lugares sem necessariamente ter que alugar carro por dias inteiros. As três opções listadas estão disponíveis em qualquer lugar na região.

Alimentação

Comida é barato. Serviço é caro. Então, suas escolhas e estilo vão fazer uma diferença no bolso.

  • Almoço fora. Se você está sozinho e não for muito exigente, dá para almoçar por $10. Com $13 dá para comer direitinho.
  • Jantar fora. Um almoço mais caprichado ou um jantar simples com uma cerveja, sai por uns $25. Mas dependendo do lugar pode ir a $50 ou mais.
  • Cerveja. Custa $1.50 no supermercado, $7 no bar. A diferença? O serviço.
  • Supermercado. É relativamente barato. Os preços vão ser comparáveis ao que você está acostumado no Brasil para industrializados.

Diversos

  • Cinema $15. Museu $20. Teatro $80.
  • Avião $300 para voar ida-e-volta de costa-a-costa
  • Apple iPad wi-fi $499
  • Apple iPhone 5c (desbloqueado, sem plano) $550
  • Celular pré-pago: $30 + $25/mês para um celular básico, incluindo o aparelho. $40-$60/mês para um plano com dados para smartphone.
  • Impostos: Os preços de produtos anunciados são sem impostos. O imposto sobre a venda é em torno de 9%. A gorjeta (opcional) em restaurantes e outros serviços, 15%.

Agora, se você quer realmente economizar, veja as dicas do empreendedor Renato Stefani, que diz que consegue sobreviver no Vale com $55 por semana.


antique-squareMarcio Saito foi de São Paulo para a California para ajudar a estabelecer a Cyclades (a primeira empresa brasileira de tecnologia a se estabelecer no Vale) 20 anos atrás e acabou ficando. Hoje participa do ecossistema empreendedor como investidor, conselheiro, mentor, empreendedor. Me conheça.
 
Anúncios