Como pensar sobre o Valuation da minha startup?

valuation

Esse post considera uma “startup” um projeto em software/Internet/mobile B2B ou B2C em early stage. Usamos o termo valuation para indicar o valor monetário teórico de um projeto no momento em que ele recebe capital de um investidor profissional (Venture Capitalist, ou VC).

Na prática, o valuation da sua startup não é calculado ou medido, ele vai ser definido pelo VC no momento do aporte (e você vai descobrir que esse não é o parâmetro mais relevante com o qual se preocupar, mais detalhes abaixo).

Estou pronto para falar com um VC?

Se o VC estiver disposto a falar com você, vá em frente e fale. Mas normalmente a conversa só tem consequência tangível se a sua startup estiver no estágio correto de execução para receber um aporte de capital.

Você vai estar pronto para falar com VCs quando pelo menos uma das condições abaixo estiver satisfeita:

  1. Usuários – Minha aplicação B2C tem vários milhões de usuários, está crescendo exponencialmente através de propagação social, e minha audiência é o mundo todo. Não tenho um modelo de negócios, mas quem precisa disso? Eu sou o próximo Instagram ou Snapchat.
  2. Tração – Meu projeto já tem um numero significativo de usuários (B2C: centenas de milhares de usuários registrados; B2B: vários clientes em produção) e demonstrou monetização (i.e. gera receita via anúncios ou assinaturas pagas ou comissões) e tenho um modelo de negócios que é lucrativo e escalável (i.e. com a aplicação de capital, a receita cresce mais que linearmente com o capital aplicado até um número suficientemente grande – digamos dezenas de milhões de dólares por ano). Minha startup não é mais um website, é um negócio.
  3. Inovação – Meu projeto inclui inovação com “I” maiúsculo (não um app differente ou uma feature nova), que pode ser aplicada para resolver um problema concreto e de alto valor. Algo que é único no mundo e que ou seja protegido por patentes ou que ninguém entenda ou consiga copiar rapidamente. Eu encontrei a cura do Alzheimer’s ou descobri como fazer teletransporte.
  4. Currículo – Temos um projeto bem formado. Porque o time envolvido já criou várias empresas no passado, recebeu investimento, e foi capaz de executar e gerar grande retorno financeiro para investidores, esses investidores estão dispostos a fornecer capital para o novo projeto antes mesmo dele satisfazer os critérios anteriores.

As minúcias dos critérios acima variam um pouco dependendo do VC, mas não tem milagre. Lembre-se que o VC é um investidor profissional, investindo capital de um fundo que recebeu dinheiro de outros investidores. O VC não é dono do dinheiro e não faz favores, ele investe apenas se conseguir modelar retorno no investimento de acordo com a missão do fundo em questão.

Seed Money

Se nenhum dos critérios acima é satisfeito, o valuation da sua empresa não tem um valuation. Mas não se preocupe, esse é o caso da grande maioria das startups. Não quer dizer que o projeto está errado ou não tem futuro ou valor, apenas que você precisa avançar mais por conta própria para expressar o valor em uma valuation antes de receber capital de risco.

Se você precisa de dinheiro para executar antes de criar valuation, vai precisar de seed money, normalmente uma quantia relativamente pequena (suficiente para executar por alguns meses).

Esse investimento vem de um Angel Investor, normalmente um amigo/parente que tenha capital e vá investir dinheiro próprio, baseado na relação pessoal com o empreendedor.

Embora todo mundo goste de chutar números, normalmente não é necessário medir valuation para receber seed money. Esse dinheiro vem na forma de convertible notes. De forma bem simples, um convertible note é um empréstimo com valor definido em dólares/reais que é convertido em participação na empresa apenas se e quando houver um aporte de capital profissional (quando vai existir uma medida valuation mais concreta).

Entendi, mas eu ainda gostaria de ter uma idéia de valuation possível

As negociações no momento de um aporte de capital de risco (uma vez determinado que o projeto satisfaz aos critérios para receber investimento) são muito mais dependentes da estrutura da empresa (quantos sócios, quem são as pessoas chave) e da quantia a ser investida (baseado nos padrões do fundo e de quanto o projeto precisa para decolar).

O investidor profissional precisa acreditar que o time tem a capacidade de executar o plano e, portanto, tem interesse em mante-lo motivado e comprometido ao projeto (i.e. não há interesse em minimizar valuation/maximizar participação indiscriminadamente). Então valuation acaba sendo mais ou menos arbitrário, o número necessário para viabilizar o aporte.

Você pode tentar estimar um número de pelo menos três formas diferentes:

  • Financeiro. Se você tem um plano de negócios sólido, o valuation pode ser simplesmente calculado baseado no risco de execução e nas projeções de receita de de uma possível venda da empresa. Como em early stage os riscos de execução são enormes, modelar isso analiticamente se torna quase impossível. Normalmente o investidor é quem tenta fazê-lo, não o empreendedor.
  • Mercado. A grande maioria dos aportes de investidore profissionais é informação pública. Você pode ter idéia de valuation possíveis quando projeto estiver pronto olhando empresas similares recebendo aportes profissionais. Note que o número divulgado normalmente é “post-money”. Um VC investe $5M e o valuation é $25M depois do investimento, significando que o valuation antes do investimento era $20M e a participação do VC é 20% depois do investimento.
  • Custo de oportunidade. Avalie o quanto as pessoas envolvidas poderiam ter gerado no mercado se tivessem dedicado o tempo/esforço em uma empresa com negócios bem estabelecidos. O investidor não está interessado nisso, mas para o empreendedor esse número pode ser relevante para decidir se o projeto continua viável (o custo deveria ser sempre menor que o valuation que um dia se espera conseguir).

antique-squareMarcio Saito foi de São Paulo para a California para ajudar a estabelecer a Cyclades (a primeira empresa brasileira de tecnologia a se estabelecer no Vale) 20 anos atrás e acabou ficando. Hoje participa do ecossistema empreendedor como investidor, conselheiro, mentor, empreendedor. Me conheça.

Anúncios